Abastecimento de água em Sorocaba está ameaçado

O consumo excessivo de água causado pelo calor e a falta de chuvas já afeta o abastecimento de Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo. Nas regiões mais elevadas, como a do Central Parque, foram registradas interrupções no fornecimento nos últimos dias. O consumo aumentou em média 40% nos últimos 10 dias, segundo medições feitas pelo Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE). Em alguns bairros, o aumento chegou a 90%. Moradores do Jardim Ipiranga e Wannel Ville também reclamaram da falta de água.Segundo o diretor geral do SAAE, Pedro Dal Pian Flores, o consumo maior decorre principalmente do calor, embora a escassez de chuvas contribua para piorar a situação. Alguns mananciais utilizados para o abastecimento da cidade, como a Represa de Ipaneminha, estão com o nível abaixo do que seria normal nesta época do ano. A Represa de Itupararanga, principal fornecedora de água da cidade, não recuperou o volume de água afetado pela estiagem do ano passado. Flores dirigiu apelo à população para evitar o uso do líquido em tarefas de menor necessidade, como a lavagem de carros e calçadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.