Abastecimento de água será normalizado hoje, garante Sabesp

A Sabesp, empresa ligada à Secretaria de Energia, Recursos Hídricos e Saneamento do Governo do Estado de São Paulo, informa que a situação do abastecimento de água para as 400 mil pessoas das regiões de Pirituba e Brasilândia, em São Paulo; Quitaúna e Mutinga, em Osasco; Jd. Planalto, em Carapicuíba; Franco da Rocha e Francisco Morato, irá se normalizar durante o dia. Desde as 6h30 desta manhã, as equipes técnicas conseguiramsolucionar os problemas que impediam que a água chegasse aosreservatórios da região e a previsão é de que ao longo do dia todo osistema esteja regularizado.A companhia lembra que, neste momento, é importante a colaboração detodos, pois os imóveis localizados nas áreas mais baixas e próximas dosreservatórios irão receber água antes. A economia fará com que os pontosaltos e mais distantes sejam abastecidos mais rapidamente.Para o dia de hoje, a Sabesp irá manter o esquema emergencial com 40caminhões-pipa até que todos estejam com o abastecimento regular.O presidente da Sabesp, Dalmo Nogueira, afirmou à Rádio CBN que a situação ainda não foi normalizada, após os serviços de manutenção realizados no último sábado, por causa da presença de ar nos canos. ?Há uma briga entre ar e água na tubulação. Todas as adutoras tem de ser preenchidas com água. Às vezes, é comum que essa briga demore para ser resolvida?, afirmou Nogueira, lembrando que funcionários da Sabesp trabalharam a noite toda para remover todo ar de uma adutora de 7 km."A parte mais difícil para recuperação é o Jaraguá, na zona Norte, que é o ponto mais alto. ?Mas à noite eles já devem ter água?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.