Abastecimento de energia está quase 100%, diz governo de SC

Deslizamentos de terra e lama na região de Blumenau continuam sendo um problema na recuperação da rede

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

29 Novembro 2008 | 17h47

Mais de 90% do sistema elétrico da região do Vale do Itajaí, em Santa Catarina, havia sido restabelecido, em caráter emergencial, neste sábado, 29, segundo informações do Governo do Estado.    Veja também: Saiba como ajudar as vítimas da chuva IML divulga lista de vítimas identificadas SC pode ter mais chuva e deslizamentos Defesa Civil foca esforços no Morro do Baú Repórteres relatam deslizamento em Ilhota    Massa doa macacão em prol das vítimas   Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina  Blog: envie seu relato sobre as chuvas  Blog Ilha do sem Blumenau  Blog Desabrigados Itajaí  Blog Arca de Noé  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas     Os trabalhos de restabelecimento do abastecimento de energia nas cidades da área de abrangência da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Blumenau continuavam, mesmo com os deslizamentos de terra e lama, que continuam sendo um problema recorrente na recuperação integral da rede elétrica.   Segundo o governo de Santa Catarina, Pomerode estava com quase a totalidade de residências com luz, chegando a 99,5%, Blumenau estava com 94,5% da energia elétrica restabelecida. O município de Gaspar estava com 88%, Luís Alves com 70% e Ilhota com 84,30% de fornecimento de luz.   Eletrobrás   A Eletrobrás vai garantir R$ 60 milhões para recuperar todo sistema elétrico atingido pelas chuvas na região do Vale do Rio Itajaí-Açu, segundo informações da Centrais elétricas de Santa Catarina. O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 28, após reunião com o presidente da Eletrobrás José Antônio Muniz Lopez na sede da instituição, no Rio de Janeiro. Na próxima quarta-feira, dia 3 de dezembro, será liberada a primeira parcela, de R$ 15 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.