ABC vai ganhar ligação por trilhos com SP

Linha fará integração com a CPTM, o que permitirá ainda o acesso dos passageiros à LInha 2 do Metrô

Eduardo Reina, O Estadao de S.Paulo

04 de março de 2009 | 00h00

A região do ABC terá uma ligação rápida com o Metrô na capital por meio de um veículo leve sobre trilhos (VLT), um sistema parecido com o fura-fila na capital, atual Expresso Tiradentes. O projeto, com verba municipal, estadual e federal, prevê a construção de uma linha que deverá sair do centro de São Bernardo do Campo, passando pela Avenida Lauro Gomes, pelo bairro Rudge Ramos até chegar a São Caetano do Sul. Nessa cidade, percorrerá trecho em um tampão por sobre o Ribeirão dos Meninos, pela Avenida Guido Aliberti, até alcançar a linha D da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) - linha Luz-Rio Grande da Serra -, com consequente interligação com a Linha 2-Verde do Metrô (Vila Madalena e Vila Prudente) na Estação Tamanduateí, no bairro do Ipiranga, na capital. O edital de licitação do projeto deve ser lançado nos próximos meses.Não está descartada também a ligação da cidade de Diadema com o Metrô. Um outro ramal de VLT pode ser construído até a Estação Jabaquara ou São Judas desde o município. A secretaria de Transportes de São Bernardo prepara minuta do convênio que contará com a participação de município, Estado e governo federal para realizar a licitação do projeto. "Nossa Secretaria de Transportes está cuidando desse convênio para a licitação do projeto. Queremos viabilizar tudo neste ano. Depois, a obra levará mais três ou quatro anos", explicou ontem o prefeito Luiz Marinho. O custo da elaboração do projeto está entre R$ 30 milhões e R$ 50 milhões.O trajeto em estudo evitaria desapropriações. "Muitas desapropriações encareceriam a construção", disse Marinho. A Estação Tamanduateí do Metrô tem previsão de entrar em operação em 2010, integrando a movimentação da Linha D da CPTM e da Estação Sacomã com o Expresso Tiradentes, o que daria uma demanda de 800 mil pessoas por dia.Hoje, o prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, tem reunião na Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos para discutir o projeto e também a implantação do bilhete único na Grande São Paulo. Os sete prefeitos do ABC irão a Brasília no dia 17 para discutir o plano do VLT com integrantes do governo federal. O governo do Estado aguarda verba de R$ 60 milhões de Brasília para execução da licitação para o projeto da obra. CAMPINASO prefeito de Campinas, Hélio de Oliveira Santos (PDT), divulgou ontem o projeto de um sistema de transporte coletivo de média capacidade, que contará com veículos leves sobre pneus (VLP). O objetivo é melhorar o acesso à área central de Campinas e de integrar dois importantes corredores, o Ouro Verde e o Campo Grande.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.