Abertas mais duas pontes na Marginal

Obra do Complexo Anhanguera deve melhorar acesso à zona oeste

Eduardo Reina, O Estadao de S.Paulo

06 de maio de 2009 | 00h00

Com dois meses de atraso em relação ao plano inicial, duas pontes do Complexo Anhanguera sobre a Marginal do Tietê serão abertas hoje ao tráfego. Com 596 e 524 metros de extensão, as ligações integram o complexo do novo Cebolão, com três pontes, que deve desafogar o trânsito na chegada da Rodovia Anhanguera e melhorar o acesso a bairros da zona oeste, Osasco e região. As outras obras devem ficar prontas no segundo semestre. Diariamente, transitam por essa região cerca de 100 mil veículos.Construído pela Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR), que reúne as concessionárias ViaOeste e a AutoBan, o novo complexo também tem como objetivo desafogar parte dos congestionamento na Marginal do Tietê e facilitar a travessia sobre o Rio Tietê e a chegada à Avenida Gastão Vidigal, porta de entrada para a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), na Vila Leopoldina, zona oeste da capital. Atualmente, o motorista que chega à capital pela Anhanguera tem apenas a Ponte Atílio Fontana como opção de acesso ao outro lado do rio. As obras implicam ainda a remodelação da Atílio Fontana, que deverá ser utilizada em sentido único da rodovia para o bairro da Lapa. A construção das três pontes, a remodelação de outra, além da construção de viadutos e passarelas, criação de acessos e instalação de retornos, faixas adicionais e pistas marginais na Anhanguera estão orçadas em cerca de R$ 270 milhões.MUDANÇA DE ITINERÁRIOCom a liberação ao tráfego no Complexo Anhanguera, 22 linhas municipais de ônibus terão seus itinerários modificados a partir das 14 horas de hoje, ainda sem previsão de retorno, segundo a São Paulo Transporte (SPTrans). As linhas transportam cerca de 25 mil passageiros em dias úteis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.