ARQUIVO ESTADÃO-24/10/1970
ARQUIVO ESTADÃO-24/10/1970

Aberto processo de beatificação e canonização de d. Hélder Câmara

Nascido no Ceará, em 1909, ele foi um dos criadores da CNBB, tendo como modelo de Igreja a que age primeiramente pelos pobres

Monica Bernardes, ESPECIAL PARA O ESTADO

08 de abril de 2015 | 21h08

RECIFE - O arcebispo de Olinda e Recife, d. Fernando Saburido, assinou nesta quarta-feira, 9, o edital que autoriza a abertura oficial do processo de beatificação e canonização de d. Hélder Câmara. O pedido foi enviado ao Vaticano em 2014, e o parecer favorável da Congregação para as Causas dos Santos chegou à Arquidiocese de Olinda e Recife na segunda-feira, dando a Hélder Câmara o título de “Servo de Deus” - primeiro passo para a canonização. 

A abertura oficial do processo será celebrada no dia 3, quando o arcebispo de Olinda e Recife, d. Fernando Saburido, realizará uma missa comemorativa na Catedral do Santíssimo Salvador do Mundo. Ali está enterrado o religioso.

De acordo com arquidiocese, após a beatificação, a próxima fase será a canonização. Para que isso aconteça, é necessária a comprovação de outro milagre, que deve ocorrer após sua nomeação como beato. A catalogação de documentos já teve início, e os líderes religiosos alertaram para a importância do auxílio dos fiéis na descoberta de novos documentos. “Estamos convocando o povo a fornecer documentos que possam ser úteis para a beatificação, como cartas, por exemplo”, disse d. Fernando. 


Pobres. Nascido no Ceará, em 1909, d. Hélder foi um dos criadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), tendo como modelo de Igreja a que age primeiramente pelos pobres. Dizia que servir ao próximo era a melhor maneira de servir a Deus. Morreu em agosto de 1999, no Recife.

Tudo o que sabemos sobre:
D. Hélder Câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.