Ação da PM prende acusados de chacina e deixa 5 mil sem aula no Rio

Operação que começou por volta das 6h deteve ao menos quatro suspeitos de crime em São João do Meriti

Solange Spigliatti, Central de Notícias

09 Novembro 2010 | 13h25

SÃO PAULO - Pelo menos cinco mil alunos de escolas municipais do Rio estão sem aula nesta terça-feira, 9, por conta de uma operação da Polícia Militar (PM) no Morro do Chapadão, entre Costa Barros e Pavuna, na zona norte carioca.

 

Por medida de segurança, seis escolas e uma creche municipais suspenderam as aulas, segundo informações da Secretaria Municipal de Educação.

Segundo a PM, policiais do 41º BPM (Irajá) e do Batalhão de Choque (BP-Choque), com o apoio de veículo blindado, já prenderam quatro suspeitos de promover uma chacina e matar seis pessoas, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, na noite de 25 de outubro.

 

A operação teve início às 6 horas, com a participação de cerca de 40 policiais e ainda não havia sido concluída por volta de 13 horas, segundo a PM. Houve tiroteio no início da manhã, mas ninguém ficou ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.