Ação desastrada da Policia mata dois jovens em Fortaleza

Policiais tentavam dispensar uma multidão que fazia o pré-carnaval no bairro Ellery

Lauriberto Braga, Especial para o Estado,

29 de janeiro de 2013 | 17h23

FORTALEZA - Uma ação desastrada de quatro policiais do Ronda do Quarteirão, o policiamento comunitário do Ceará, matou dois jovens na madrugada do último domingo, 27. Nesta terça-feira, 28, o corpo de Igor Andrade, de 16 anos, foi sepultado. Na segunda-feira, 28, o corpo de Ingrid Maiara, de 19 anos, já havia sido enterrado. Eles foram vítimas dos disparos de policiais que tentavam dispensar uma multidão que fazia o pré-carnaval no bairro Ellery, em Fortaleza, após a meia-noite. Igor Andrade que era baterista do grupo religioso Só Louvor estava na festa e foi atingido na cabeça. Já Ingrid Maiara, que trabalhava vendendo sanduíches na festa, foi atingida nas costas e na nuca.

A ação desastrada foi presenciada por uma multidão, que pediu para que os policiais não atirassem, mesmo com a determinação de parar o som que vinha de "paredões". Houve confusão com jovens jogando garrafas e pedras na viatura do Ronda. Foi ai que os quatro policiais começaram a atirar e atingiram fatalmente os dois jovens. Eles ainda chegaram a prestar socorro, mas Igor e Maiara não resistiram a gravidade dos ferimentos e morreram.

Os quatro PMs estão recolhidos ao quartel para investigar e podem ser expulsos da corporação. O governador Cid Gomes (PSB) determinou rigor na investigação.

Tudo o que sabemos sobre:
Carnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.