Acareação com suspeitos do caso Bruno começa com atraso

Ação, marcada para as 15h, só começou depois das 18h; polícia irá confrontar os depoimentos de dois suspeitos que já prestaram declarações anteriormente

Priscila Trindade, do estadão.com.br

27 Julho 2010 | 19h33

SÃO PAULO - A acareação com dois suspeitos no desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes começou com atraso na tarde desta terça-feira, 27. A ação servirá para confrontar os depoimentos de dois suspeitos que já prestaram declarações durante as investigações.

 

Veja também

linkGoleiro Bruno chora durante visita da avó

 

A acareação entre o adolescente J. de 17 anos e Sérgio Rosa Sales, de 22 anos, começou depois das 18 horas no Departamento de Investigações (DI), em Belo Horizonte. O menor chegou no DI por volta das 17 horas.

 

Também estarão presentes o delegado Wagner Pinto, os advogados dos dois suspeitos, além da mãe do adolescente. Segundo a Polícia Civil, o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola, também está no DI, mas a corporação não soube informar se ele participará da acareação.

 

Eliza sumiu no início de junho. Em depoimento, o adolescente afirmou que ela foi morta por Marcos Aparecido. O corpo ainda não foi localizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.