''Acho que já esperei demais'', desabafa o diretor Zé Celso

Preso e torturado durante a ditadura, o diretor teatral José Celso Martinez, conhecido como Zé Celso, diz que com a indenização espera realizar o sonho de comprar o apartamento onde mora, que é alugado. "Aos 73 anos, não tenho nenhum bem, nenhum imóvel, e acho que está na hora de ter a minha casa. Estou muito alegre. Pretendo usar o dinheiro para isso, mas meu advogado disse que devo demorar ainda nove anos para receber o acumulado. Entrei com o processo desde 2003. Acho que já esperei demais."

Luciana Nunes Leal, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2010 | 00h00

"Este é o reconhecimento do que foi o Betinho, do que ele fez, do que nós passamos diante da ditadura. Veio tardio, mas veio." O comentário foi feito pela viúva de Herbert de Souza, Maria Nakano, sobre a decisão da Comissão de Anistia. Ontem, ela não quis falar sobre o processo. Disse apenas ter sido informada da publicação da portaria do Ministério da Justiça que garante o pagamento da reparação econômica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.