Acidente com ônibus de jogadores de futebol fere 36

Pelo menos 36 pessoas ficaram feridas após uma explosão seguida de incêndio ocorrida hoje de manhã em um ônibus fretado pelo time de futebol amador Palmeirinha, que seguia de Campo Grande para Santa Cruz, na zona oeste do Rio. Até o fim da tarde, a maioria dos feridos havia sido liberada. Apenas quatro pessoas, em estado mais grave, permaneceram internadas no Hospital Rocha Faria, em Campo Grande. A polícia civil fez uma vistoria no local e levantou a suspeita de que a causa do problema tenha sido um botijão de gás estocado irregularmente no ônibus, provavelmente para encher balões de gás.A Secretaria Municipal da Saúde informou que os 16 jogadores levados para o Hospital Souza Aguiar, no centro, tinham escoriações leves, além de problemas no ouvido, causados pelo barulho da explosão, e irritação nos olhos, provocada pela fumaça decorrente do incêndio. No Hospital Estadual Rocha Faria, em Campo Grande, cerca de 20 pessoas foram atendidas. Algumas ainda estavam sob observação até as 18h30, com queimaduras leves pelo corpo. De acordo com testemunhas, o ônibus era irregular. A explosão ocorreu próxima à favela Vilar Carioca, em Campo Grande.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.