Acidente e chuva deixam trânsito caótico em São Paulo

Um acidente com três veículos, entre eles duas carretas, na Marginal do Pinheiros, deixou dois feridos e provocou muitos problemas no trânsito de São Paulo na manhã desta sexta-feira. A chuva provocou 22 pontos de alagamento na capital e contribuiu para agravar a situação.Além das Marginais do Pinheiros e do Tietê congestionadas, houve lentidão de vários quilômetros nas estradas de acesso a São Paulo, as Rodovias Dutra, Anhangüera, Bandeirantes e Castelo Branco. Motoristas reclamaram dos atrasos nas viagens."Demorei três horas para fazer um trajeto de 20 quilômetros", afirmou o motorista Manoel Silvério de Souza, de 49 anos, referindo-se ao trajeto que percorreu entre a zona sul de São Paulo e a Rodovia Castelo Branco.A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 110 quilômetros de lentidão no trânsito em São Paulo às 10 horas, pico da manhã. Na sexta-feira da semana passada, no mesmo horário, houve 26 quilômetros de lentidão. O recorde deste ano é de 148 quilômetros.Já o recorde desde 1994, quando a CET iniciou a medição na cidade, é de 163 quilômetros. O acidente na Marginal do Tietê ocorreu às 5h23, perto da Ponte Eusébio Matoso. Uma das carretas transportava 1.200 quilos de adubo. A carga se espalhou. Cinco das sete faixas da pista foram interditadas.A pista só foi totalmente liberada quatro horas depois, às 9h28. Diante da lentidão no trânsito, o fotógrafo Fernando Figueiredo, de 38 anos, teve de buscar caminhos alternativos para se deslocar da Rua Haddock Lobo, nos Jardins, até a região da Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, no Brooklin. Ele demorou meia hora, o dobro do tempo gasto normalmente. "Isso faz parte de morar numa cidade grande", disse.O comerciante Robson da Silva, de 33 anos, que trabalha com instalação de centrais de PABX, mora em Osasco e iria, às 10 horas, ao centro de São Paulo. Para evitar transtornos, ele adiou a saída para as 13h30. Enquanto esperava, atendeu clientes em Osasco. "O meu trabalho rendeu e não passei aborrecimentos no trânsito", comentou Silva.O acidente desta quinta-feira na Rodovia Régis Bittencourt, em Juquitiba, na Grande São Paulo, entre uma carreta e um ônibus deixou três mortos e 22 feridos, segundo a Polícia Rodoviária Federal.Apenas dois mortos foram identificados: Antônio Cravo da Costa, de 31 anos, motorista da carreta, e um acompanhante, Fábio Henrique Fernandes, aparentando 25 anos. Uma terceira pessoa morta não havia sido identificada até a tarde desta sexta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.