Acidente envolvendo dois caminhões deixa 17 mortos na Bahia

Vinte estudantes viajavam na carroceria; segundo a Polícia, um dos veículos teria invadido a contramão e caído em uma ribanceira de 20 metros de altura

Eliana Lima, especial para O Estado de S. Paulo

05 de junho de 2010 | 12h39

SALVADOR - A polícia baiana contabiliza 17 mortes provocadas por uma colisão entre uma carreta e um caminhão, que transportava 20 estudantes na carroceria. O acidente ocorreu na noite da sexta-feira, 4, na BA- 420, que liga as cidades de Mutuípe a Laje, no interior do Estado, numa localidade conhecida como Curva do Napoleão. O caminhão bateu de frente com a carreta, com placas de Apucarana (PR), carregada de ureia. O motorista do caminhão também morreu e 4 estudantes ficaram gravemente feridos.

 

Conforme as primeiras informações obtidas pela Polícia Rodoviária, o caminhão teria invadido a contramão e caído de uma ribanceira de mais de 20 metros de altura logo após a colisão. Os estudantes tinham passado o dia arrecadando cestas básicas para uma gincana em Laje e retornavam para São Miguel das Matas.

 

Os jovens eram alunos do 1º e 3º ano e da 7ª série do Colégio Estadual Aldemiro Vilas Boas, a maioria com idade entre 15 e 22 anos. De acordo ainda com a polícia, eles não tinham autorização para viajar e não estavam acompanhados de professor.

 

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Santo Antônio de Jesus, e os feridos estão no hospital da mesma cidade. O motorista da carreta fugiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.