Acidente na Anhanguera mata 5 pessoas e fere 23

Um ônibus da empresa Continental, que saiu de Patos de Minas (MG) na noite de ontem com destino a São Paulo, sofreu um acidente na madrugada de hoje na rodovia Anhanguera. Cinco pessoas morreram e 23 ficaram feridas. O ônibus bateu contra a estrutura de concreto (pilastra) num dos trevos de acesso a Porto Ferreira, na região de Ribeirão Preto. O menino Davi César Almeida Júnior, de um ano, com traumatismo craniano, é o que inspira mais cuidados e foi levado para um hospital de São Carlos.O motorista do ônibus, Sebastião das Graças dos Santos, de 38 anos, que assumiu a direção em Araxá (MG), não conseguiu controlar o veículo quando entrou no canteiro central da rodovia. O choque do ônibus foi frontal à estrutura de concreto, destruindo a frente e causando a morte instantânea de Santos e de quatro pessoas que estavam nos bancos dianteiros. A Polícia Rodoviária de Pirassununga informou que ainda não se sabe a causa do acidente, que deverá ser esclarecida após um laudo pericial do veículo, para verificar se houve falha mecânica ou se o veículo precisou desviar de um animal na pista, por exemplo. A autópsia do motorista também deverá esclarecer se ele dormiu ou teve um mal-súbito. Os laudos ficarão prontos em alguns dias.Das outras quatro mortes, três tinham foram identificadas até agora: Tamíres de Oliveira Farias, de um ano e meio, e sua mãe, Valéria de Oliveira Pequeno, de 20; e Maria Aparecida Moreira de Rezende, de 42. Um homem de aproximadamente 38 anos não tinha documentação e conhecidos no veículo, o que dificultou a identificação. Os 23 feridos foram levados para os prontos socorros de Porto Ferreira e Pirassununga. O ônibus ficou ao lado do canteiro central, fazendo com que apenas uma faixa da pista fosse internada parcialmente durante o socorro. Apesar disso, não houve congestionamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.