Acidente na Cia Siderúrgica de Tubarão deixa 2 mortos

Duas pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um acidente ocorrido no canteiro de obras da Companhia Siderúrgica de Tubarão (CST), empresa do grupo Arcelor-Mittal, na última quinta-feira. Os funcionários trabalhavam na montagem de equipamentos, quando um dos silos de abastecimento de minério de ferro da nova usina rompeu-se e uma parte dele caiu de uma altura de 12 metros sobre os trabalhadores, juntamente com uma carga de cerca de 1,5 mil tonelada do insumo.Quatro dos funcionários eram da MilPlan, de Belo Horizonte (MG) e dois da Paranasa, de Vitória (ES) e prestavam serviços para a Metso, contratada pela siderúrgica para implantar o sistema de transporte de minério, segundo informou o assessor jurídico da empresa, Flávio Rosseto. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas.Segundo comunicado da siderúrgica, o acidente ocorreu por volta das 11h30 da manhã de quinta-feira no silo de pelotas para o Alto Forno 3, durante testes com cargas. Paulo Henrique Ventura faleceu ainda enquanto estava sendo socorrido e Wellington de Oliveira Costa, morreu na madrugada deste domingo. Ele estava internado no Vitória Apart Hospital.A empresa informa ainda dois funcionários sofreram apenas pequenas escoriações e outros dois continuam internados. Marcos Vinicius Reis e Janderson José da Silva apresentam quadro de saúde estável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.