Acidentes caem 36% no feriado de Tiradentes

Secretaria fez média ponderada, já que em 2008 folga foi mais curta

Daniel Gonzales, O Estadao de S.Paulo

23 de abril de 2009 | 00h00

As rodovias estaduais paulistas registraram queda de 36% no índice de acidentes neste feriado prolongado, em relação ao mesmo período de 2008, segundo a Secretaria Estadual de Transportes. Como neste ano o feriado prolongado teve quatro dias (entre sábado e terça) e, no ano passado, haviam sido três dias (entre sábado e segunda), a pasta adotou o índice - que leva em conta a quantidade de veículos que rodaram nesse período, a quilometragem percorrida, e os dados gerais das ocorrências - para que possam ocorrer comparações.Em números absolutos, neste ano ocorreram 1.030 acidentes, que deixaram 25 mortos e 547 feridos. No ano passado, foram 975 acidentes, com 28 mortes e 648 pessoas feridas. Mas, como o período de 2009 foi maior, o índice medido pela secretaria neste ano foi de 0,7, frente a 1,1 em 2008, nos 22 mil km de rodovias paulistas. Ainda se levando em conta a mesma avaliação, o número de mortes caiu 42%, de acordo com a secretaria. Cerca de 1,6 milhão de veículos, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), saíram da capital.A Polícia Rodoviária Estadual flagrou 72 casos de motoristas embriagados durante o feriado, segundo o comando do órgão, 20 a mais do que em 2008. Foram emitidas 14.819 autuações por infrações diversas, principalmente excesso de velocidade e tráfego pelo acostamento, e apreendidos 606 veículos. Dezoito deles eram roubados e serão devolvidos aos proprietários.FLAGRANTESEm flagrante, foram presas 27 pessoas e capturadas outras nove, procuradas pela Justiça. As apreensões de drogas somaram 95 quilos de maconha e mais pequenas quantidades de cocaína, crack, LSD e ecstasy, além de duas armas em situação irregular. NÚMEROS1.030 acidentes ocorreram neste ano, entre sábado e terça-feira; em 2008, com um dia a menos de feriado, foram 975 acidentes 25 pessoas morreram 547 ficaram feridas em acidentes no Estado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.