Acidentes matam em estradas do Espírito Santo e Minas Gerais

Em Belo Horizonte, sete pessoas foram atropeladas no início da tarde por um automóvel na Praça Sete

29 de dezembro de 2007 | 19h44

Cinco pessoas morreram e três ficaram feridas em uma colisão envolvendo dois veículos na altura do quilômetro 23 da BR-262, município de Viana, no Espírito Santo.   Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, por volta de 12h10 o Peugeot conduzido por Cristiano Fernando Xavier, 29 anos, que trafegava no sentido Coronel Fabriciano-Vitória, desgovernou-se e invadiu a pista contrária, colidindo com o Ford Fiesta dirigido por Neusa Maria Comarela Pagotto, 58 anos.   Além dos dois motoristas, morreram no acidente Wesley Gomes da Silva, 19 anos, Maria dos Anjos Cardoso, 48 anos, e Perpétua Maria dos Santos, 42 anos, todos ocupantes do Peugeot. Os três feridos ocupavam o Ford Fiesta.   Segundo o policial rodoviário Elias Oliveira, que atendeu a ocorrência, o trecho em que aconteceu a colisão não é considerado crítico, pois trata-se de uma reta  de longa extensão. Já as estradas mineiras foram palco de acidentes em série neste início de feriado. Na MG-188, três pessoas morreram e duas ficaram feridas após a colisão frontal de dois carros, na madrugada deste sábado, na cidade de Coromandel. Um dos feridos, uma jovem de 18 anos, sofreu traumatismo craniano e está internada em estado grave em hospital de Uberlândia.   No início da tarde, duas pessoas morreram e três ficaram feridas em decorrência da batida de uma caminhonete na traseira de um caminhão, na BR-365, próximo ao município de Varjão de Minas. Os ocupantes da caminhonete provinham da cidade de Franca (SP), e seguiam para a região do Alto Paranaíba, Minas Gerais.   Em Belo Horizonte, sete pessoas foram atropeladas no início da tarde por um automóvel Caravan na calçada da Praça Sete, uma das mais movimentadas da capital, localizada no centro da cidade.   Segundo informação de agentes de trânsito, o carro perdeu os freios e o motorista não conseguiu parar o veículo. Os atingidos pela Caravan foram atendidos no Pronto-Socorro João XXIII e liberados em seguida.

Mais conteúdo sobre:
estradasréveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.