Acidentes provocam interdição de vias em SP

O tombamento de uma van no quilômetro 224 da Rodovia Presidente Dutra, no sentido São Paulo-Rio, provocou a interdição total da pista expressa, na região de Guarulhos (SP) e provocou dois quilômetros e meio de congestionamento. Uma pessoa ficou ferida. O motorista que deseja sair de São Paulo deve optar pela pista lateral que tem tráfego normal.Na chegada a São Paulo, há um quilômetro e meio de congestionamento pela pista expressa e um quilômetro pela pista lateral, no quilômetro 231, reflexo do trânsito na Marginal Tietê.Na região de São José dos Campos (SP), no quilômetro 147, no sentido Rio-SP, há um quilômetro de congestionamento devido ao excesso de veículos. Em Nova Iguaçu (RJ), no quilômetro 184, sentido SP-Rio, um acidente envolvendo um caminhão interdita a faixa da direita e provoca dois quilômetros de congestionamento. No restante da rodovia, tráfego é normal e o tempo instável, com chuva em pontos isolados.Na Marginal do Tietê, um acidente entre um ônibus e uma moto deixou uma pessoa com ferimentos graves, pouco antes das 8 horas. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o acidente aconteceu na pista expressa, a 300 metros antes da ponte Tatuapé, no sentido Penha-Lapa. A pista teve de ser temporariamente interditada para que o helicóptero Águia da Polícia Militar pudesse pousar e prestar socorro à vítima, que foi levada até o Pronto-Socorro Mandaqui. Ainda de acordo com a CET, os veículos permanecem no local e o trânsito está lento apenas por aproximação.Durante a madrugada, uma adutora da Sabesp se rompeu na zona sul de São Paulo, na Estrada do M´ Boi Mirim, no Jardim Ângela. O rompimento da adutora provocou a abertura de uma enorme cratera na ponte sobre o Rio Embu-Mirim. Em conseqüência, a CET precisou interditar o sentido bairro-centro (Itapecerica da Serra-São Paulo) da estrada. Os carros estão passando alternadamente pela pista contrária e o trânsito segue lento no local. Homens da Sabesp já estão trabalhando no local, mas ainda não há previsão de quando a situação estará normalizada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.