Acidentes provocam lentidão na Via Dutra e na Castelo

Dois acidentes envolvendo uma carreta e três caminhões deixaram o tráfego lento nas Rodovias Presidente Dutra e Castelo Branco, por volta das 16h30 desta quinta-feira, 1º de março. Pelo menos uma pessoa ficou ferida.Na Dutra, a lentidão era registrada em decorrência do tombamento de uma carreta, às 13h15, no altura do quilômetros 223, região de Piraí, município do Rio de Janeiro. A pista foi interditada totalmente, no sentido Rio, a partir do km 227, e o tráfego, transferido para a pista do sentido São Paulo. Segundo a concessionária NovaDutra, havia lentidão na pista, mas sem pontos de parada. Não houve vítimas.Em Barueri, no interior de São Paulo, outro acidente envolveu três caminhões na altura do km 24 da Castelo Branco, no sentido capital, por volta das 15 horas. Uma pessoa teve ferimentos leves e foi encaminhada para um hospital da região. Duas das três faixas da via permaneceram interditadas até as 16h30. No mesmo horário, o excesso de veículos também deixava o trânsito lento do km 26 ao 32 e do Km 13 ao 15 da Castelo Branco, no sentido São Paulo, e do km 20 ao 24, no sentido interior. MorteNa Rodovia Anhangüera, a professora Maria Aparecida da Silva Pessoa, de 49 anos, morreu num acidente ocorrido na manhã desta quinta, entre os municípios de Cravinhos e Ribeirão Preto. Ela perdeu o controle de seu veículo, atravessou a pista e chocou-se frontalmente com uma carreta que seguia no sentido contrário. Com o impacto, Maria Aparecida foi lançada para fora do veículo e morreu no local. O motorista da carreta não conseguiu evitar a colisão. A professora morava em Cravinhos e trabalhava em Ribeirão Preto. Ela fez esse trajeto nos últimos 13 anos. A Polícia Rodoviária não sabe a causa do acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.