Ácido tóxico vaza e se espalha por Rio Claro

Um vazamento de ácido cloro-sulfônico ocorreu ontem à noite na Indústria Nheel Química, em Rio Claro, no interior de São Paulo. O produto gasoso se espalhou pelo ar e, parecendo uma neblina, atingiu vários bairros da cidade. O ácido irritou as narinas, olhos e a garganta de moradores. Três pessoas que apresentaram problemas respiratórios tiveram de ser encaminhadas para o pronto- socorro. O caso mobilizou a Defesa Civil, Polícia Militar Ambiental e o Corpo de Bombeiros, que recebeu muitos chamados. A dispersão do gás ocorreu naturalmente. A Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) de Piracicaba vistoriouNesta sexta-feira a indústria química. O engenheiro Aldo José Colabone, gerente da Cetesb, informou que o órgão estará analisando o relatório para decidir qual penalidade aplicar contra a empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.