Acordo pode evitar greve de ônibus em São Paulo

Um acordo entre patrões e empregados pode evitar a greve de motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo, marcada para amanhã. O Transurb, sindicato que representa as empresas, entregará hoje nova proposta à categoria, que ameaça com uma "operação catraca livre" nos próximos dias. O Sindicato dos Motoristas e Cobradores exige redução da jornada de trabalho e aumento de 25%, incluindo salários e benefícios. Até sexta-feira, os patrões tinham oferecido apenas aumento de 4% no salário, recusado pelos funcionários. O presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores, Edivaldo Santiago da Silva, informou que as negociações terminam às 16 horas, horário previsto para o início da assembléia da categoria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.