Acusação quer agravante de crime contra a criança no caso dos meninos de Altamira

O advogado Clodomir Araújo, que atua no caso dos meninos castrados de Altamira (PA), pediu há pouco a inclusão do agravante de crime contra a criança na acusação aos réus Anailton Gomes, filho de um comerciante e fazendeiro local, e Carlos Alberto Santos, ex-policial militar. O objetivo da acusação é tentar garantir a pena máxima para os indiciados por cinco dos 19 crimes cometidos no município há mais de dez anos. Somadas as acusações, eles podem pegar mais de 100 anos de cadeia. Eles já eram acusados de três homicídios trip lamente qualificados (motivo torpe e fútil, uso de crueldade e impossibilidade da vítima de defender) e de duas tentativas de homicídio. A sessão foi interrompida para o almoço, depois da intervenção do advogado de acusação. Na retomada dos trabalhos, haverá a exposição da defesa, a réplica e a tréplica. Só então, os jurados se reúnem para decidir o veredito. As informações são da Agência Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.