Acusada de agredir bebê divide cadeia com Ana Jatobá

A garota de programa Valdecina Alves de Almeida, de 33 anos, foi transferida ontem para a Penitenciária de Tremembé. Ela é acusada de ter agredido um bebê de 1 ano e 2 meses e a mãe da criança, em Jundiaí (a 60 km de São Paulo). Na mesma cadeia estão Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais, e Ana Carolina Jatobá, suspeita da morte da enteada, Isabella Nardoni. Valdecina, que havia sido levada para a cadeia de Itupeva na quarta-feira, foi transferida para Campinas após o motim realizado por detentas descontentes com sua chegada. Por volta de 11h30 de ontem, a garota de programa foi transferida novamente.A criança teve alta ontem e não deve ficar com sequelas. Após ver seu filho ser torturado e passar dois dias hospitalizada, a babá Luciene Barbosa, de 18 anos, disse estar muito feliz ao poder ter o garoto no colo outra vez. "Mas tenho medo de ela (Valdecina) escapar. Ela ameaçou me matar e matar meu filho", afirmou. Luciene disse que não reagia às agressões porque tinha medo da amiga de infância - que a convidou em Serra do Ramalho, interior da Bahia, em janeiro, para ir a Jundiaí. "Eu não ia trazer o menino, mas ela insistiu", contou Luciene, que garantiu ter saído de sua cidade com o objetivo de estudar e ganhar algum dinheiro. À delegada em Jundiaí, Valdecina afirmou que batia na babá porque ela não fazia seu trabalho direito; na criança, porque chorava muito. "Quero que ela morra dentro da cadeia", afirmou Luciene.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.