Acusada de incendiar ônibus no Rio será julgada nesta 2ª

Apontada pela polícia como um dos integrantes do grupo que ateou fogo no ônibus da linha 350 (Passeio-Irajá), em novembro do ano passado, Sheila Messias Nogueira será julgada nesta segunda-feira pelo 2º Tribunal do Júri. Ela é acusada de ter feito sinal para o ônibus, em Brás de Pina, zona norte, permitindo o ingresso do grupo no veículo, e de ter impedido que os passageiros fugissem. A ação do bando causou a morte de cinco pessoas, entre elas um bebê, e ferimentos em 16 passageiros.Sheila é a terceira integrante do grupo a ser julgada. Já foram condenados Alberto Maia da Silva e Anderson Gonçalves dos Santos, o Lorde, acusado de ter sido o mandante do ação. Silva foi condenado, em 1º de novembro, a 309 anos de prisão. Lorde, julgado uma semana, pegou 444 anos e seis meses de reclusão.De acordo com o Ministério Público, o ataque ao ônibus teria sido uma represália a uma ação policial que culminou com a morte do traficante Ciborgue, membro da quadrilha de Lorde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.