Acusada de jogar bebê em lagoa já havia tentado matar namorado

Em depoimento prestado na 16º Delegacia de Polícia, na manhã desta terça-feira, o cabo reformado José Resende Filho, de 55 anos, disse que a mulher acusada de ter jogado a filha de dois meses na Lagoa da Pampulha, no sábado, já havia tentado matá-lo, por três vezes. Além disso, o militar, que namorou Simone Cassiano, entre 2001 e 2003, disse que a promotora de vendas fazia programas em boates da capital mineira. Na noite de ontem, o atual namorado da vendedora, que não quis se identificar, relatou à policia que a namorada lhe escondeu a gravidez. O advogado, de 57 anos, deve recolher amostra de sangue ainda nesta terça-feira, para que seja feito o exame de DNA que vai comprovar se ele é ou não o pai da menina. Em seu depoimento, ainda no domingo, Simone disse que entregou a filha a uma família de moradores de rua, pois enfrentava problemas psicológicos, após a gravidez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.