Reprodução
Reprodução

Acusada de matar marido a facadas se apresenta à Justiça no RJ

Ao se entregar, Alessandra consegue benefício de responder o processo em liberdade; ela estava foragida

Central de Notícias,

03 Julho 2009 | 15h40

Alessandra Ramalho D'Ávila Nunes, acusada da morte do marido, o empresário Renato Biasotto Mano Júnior, apresentou-se à Justiça do Rio nesta sexta-feira, 3. Ela chegou ao 3º Tribunal do Júri do Rio por volta das 12 horas. Como Alessandra se apresentou espontaneamente à Justiça, a juíza Roberta Barrouin Carvalho de Souza revogou o pedido de prisão preventiva. Com isso, a acusada vai responder ao processo em liberdade.

 

Veja também:

link'Mulher matou o marido em legítima defesa', diz advogado

 

Acompanhada do advogado Mário de Oliveira Filho, foi informada oficialmente da ação penal movida pelo Ministério Público estadual e deve apresentar sua defesa prévia em 10 dias. O passaporte de Alessandra foi entregue à Justiça e está retido, para que ela não possa deixar o País. Em sua decisão, a juíza declarou que não há indícios de que, em liberdade, Alessandra cause perigo à coletividade.

 

Segundo a denúncia do Ministério Público, Alessandra teria matado o marido no dia 13 de junho, no apartamento do casal. Os dois moravam em um condomínio de luxo na Avenida Lúcio Costa, em frente à praia, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O empresário teria sido ferido a facadas no rosto e no peito ainda no imóvel. Ao sair para buscar socorro, teria morrido no hall do prédio. Alessandra estava foragida desde o dia do crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.