Acusada de queimar os filhos é procurada pela polícia de SP

Uma jovem, acusada de queimar os três filhos pequenos com colher quente no Cingapura do Jardim Arpoador, zona oeste de São Paulo, está sendo procurada pela policia. A menina Larissa, de 3 anos, e os dois irmão dela, Luan, de 5 anos, e Renan, de 7 anos, deram entrada no Pronto-Socorro Bandeirantes nesta madrugada com queimaduras pelo corpo. A Polícia Militar foi acionada pela direção do hospital depois que o pai das crianças, o pintor Rosevaldo de Oliveira, de 29 anos, contou que a ex-mulher era responsável pelos ferimentos. Para castigar os filhos, Luciana da Conceição Feitosa, de 22 anos, teria esquentado uma colher no fogo e encostado nos braços e pernas das crianças. Um dos meninos esperou a mãe sair de casa e ligou para o pai, avisando sobre o ocorrido. O delegado plantonista do 75º Distrito Policial, no Jardim Arpoador, registrou a ocorrência. A mulher segue foragida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.