Acusada de tortura tem pedidos negados

A empresária Sílvia Calabresi Lima, acusada de torturar uma menina de 12 anos em seu apartamento, teve o pedido de exame de sanidade mental negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que ainda negou a solicitação de habeas corpus. Em março, Sílvia foi presa em flagrante, numa cobertura dúplex de Goiânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.