Acusado de abusar de menores em Porto Ferreira é solto

Mais um acusado de participar das orgias com garotas menores de idade em ranchos e chácaras de Porto Ferreira, na região de Ribeirão Preto, foi libertado. O funcionário público Carlos Alberto Rossi saiu da cadeia na noite de segunda-feira, depois de um mês preso. Outros envolvidos podem ter suas prisões preventivas revogadas nesta semana. O vereador Gérson João Pellegrini (PV) já havia sido solto e reassumiu ontem seu mandato na Câmara de Porto Ferreira. Cinco vereadores e três comerciantes da cidade continuam presos e o garçom Walter Mafra, suspeito de ser o agenciador das adolescentes, está preso em Hortolândia. O comerciante José Carlos Terassi, o 12º suspeito, que teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, continua foragido. Como seis vereadores foram acusados de participação nas orgias com menores de Porto Ferreira, uma CPI na Câmara da cidade apura o envolvimento dos políticos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.