Acusado de agressões sexuais é morto por filha e enteada na Bahia

Em Valença, adolescentes confessaram o crime e afirmaram que sofriam abusos há três anos

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

24 de maio de 2011 | 16h02

SALVADOR - Duas adolescentes, de 14 e 15 anos, foram apreendidas, na noite de ontem (segunda-feira), em Valença (BA), 262 quilômetros ao sul de Salvador, depois de assassinar, a tiros, Reinaldo dos Santos, de 34 anos, pai de uma e padrasto de outra. Ouvidas na delegacia da cidade, as adolescentes confessaram o crime e contaram ter planejado o homicídio por causa das constantes agressões sexuais que sofriam, segundo elas, havia três anos.

 

Santos, que já havia sido preso três vezes por tráfico de drogas, foi morto com sua própria arma, um revólver calibre 38 - com o qual, segundo as jovens, ele as ameaçava, para que não contassem a ninguém o que fazia. As adolescentes teriam esperado o pai dormir antes de pegar a arma. De acordo com o relato, a enteada, mais velha, disparou primeiro. A filha atirou duas vezes contra o pai, que morreu no local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.