Acusado de ajudar Batoré a fugir da Febem é preso

A polícia entrou no apartamento onde seesconderam os três líderes da fuga de 121 internos da Febem de Franco da Rocha ocorrida no dia 12. Os investigadores procuravam Fábio Santos de Oliveira, de 18 anos, o Gordex. Prendê-lo não foi difícil, pois, apesar de carregar um revólver calibre 38, ele estava dormindo."Ele (Gordex) ajudou na fuga do Baianinho, do Batoré e do Edinho", disse o delegado Sérgio Guarda, da 2ª Delegacia da Divisão de Roubo e Furto de Cargas e Veículos (Divecar). No diada fuga, Gordex esperava Edvaldo José de Araújo Lima, o Baianinho, de 20 anos, Fábio Paulino, o Batoré, de 19, e Weberson de Paula Lima, de 18, o Edinho, em um Kadett, perto da Febem. Os três entraram no carro e ele os levou para a Cohab.Gordex conhecia os três por ser ex-interno da Febem. Depois de dormirem no apartamento, os três fugitivos foram para o litoral, onde se separaram. Edinho acabou sendo recapturado noGuarujá, no dia 18, quando esperava um amigo de seu irmão, o seqüestrador Wanderson de Paula Lima, o Andinho, que devia levá-lo para São Paulo. Batoré e Baianinho voltaram para oapartamento de Gordex, no qual passaram mais dois dias.Na delegacia, o acusado foi autuado em flagrante sob a acusação de porte ilegal de arma. "Ele também pode ser acusado no caso da fuga", afirmou o delegado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.