Acusado de assassinar delegado de Camaçari-BA foge da prisão

Reinaldo Valência de Lima e outros quatro escaparam após serrarem grade da cela e saírem pelo teto da área comum, usando uma corda feita de lençóis

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

30 de agosto de 2010 | 15h27

SALVADOR - O acusado de assassinar, em 26 de maio, o delegado de Camaçari (BA), na região metropolitana de Salvador, Clayton Leão, enquanto ele dava uma entrevista ao vivo a uma rádio da cidade, Reinaldo Valência de Lima, fugiu, na madrugada de deste domingo, 29, da carceragem da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) da Bahia, em Salvador.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, Lima e outros quatro presos escaparam da unidade depois de serrarem a grade da cela na qual estavam e, em seguida, romper a grade instalada no teto da área comum da carceragem, de onde saíram usando uma corda feita com lençóis.

 

A unidade, com capacidade para 30 presos, abrigava 82 no momento da fuga. Policiais civis fazem buscas, na região metropolitana, para tentar encontrar os fugitivos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.