Acusado de assassinato que se dizia regenerado é preso na BA

Assaltante e acusado de homicídio, o paulista Márcio Epaminondas Santos, de 34 anos, foi preso na quinta-feira no Hospital Santo Antonio das Obras Sociais de Irmã Dulce, onde trabalhava há seis meses como auxiliar de enfermagem. Ele havia fugido para Salvador há oito anos e tentava levar uma vida comum, trabalhando honestamente. Mas foi reconhecido quando sua foto apareceu no Programa Linha Direta da TV Globo e denunciado à polícia.Santos participou de um assalto à agência do Unibanco na Avenida Brigadeiro Faria Lima, na capital paulista, em 1991, e foi preso com R$ 500 mil. Cumpriu pena de três anos e meio e, quando deixou a cadeia, matou o comparsa Carlos Humberto Reis de Oliveira na cidade de Carapicuíba.Depois de ter um irmão executado, resolveu fugir para a Bahia e mudar de vida. Ele se matriculou em uma escola pública de Salvador, concluiu o segundo grau e fez curso de auxiliar de enfermagem, conseguindo emprego em vários hospitais da capital baiana.O último deles foi o Santo Antonio local onde foi preso sem reagir por uma equipe da 3.ª Delegacia de Polícia de Salvador. Santos deve ser transferido para Carapicuíba nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.