Acusado de atacar casal em trilha é transferido para Curitiba

Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias, mas identidade será mantida em sigilo por segurança

Elvis Pereira , estadao.com.br

19 Fevereiro 2009 | 11h50

O acusado de atacar um casal na trilha do Morro do Boi, no litoral paranaense, foi levado na tarde de quarta-feira, 18, para o Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), em Curitiba. A Secretaria de Estado da Segurança Pública informou que a transferência já estava prevista e ocorreu por medida de segurança.  Na manhã da quarta, o suspeito, de 42 anos, sentiu-se mal na delegacia de Matinhos e foi levado ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes. O diretor-administrativo do hospital, Luiz Antônio do Nascimento, contou que ele reclamava de dores abdominais e permaneceu numa sala isolada do pronto-socorro das 9h30 às 11h40. Com os pés algemados durante todo o tempo, ele tomou soro e foi medicado. O acusado voltou para a delegacia e, por volta das 15 horas, foi transferido para o COPE. Ele está detido desde a manhã de terça, 17, quando policiais o prenderam em Santa Teresinha. A Justiça decretou a prisão temporária dele por 30 dias. A Polícia Civil pretende manter sua identidade sob sigilo enquanto colhe mais provas para esclarecer o caso.  O crime ocorreu no dia 31 de janeiro. Um homem matou a tiros o estudante de direito Osíris Del Corso, de 22 anos, e baleou e violentou a namorada dele, M.P.L., de 23 anos. A jovem está paraplégica e é mantida no Hospital Vita, na capital paranaense. De acordo com o hospital, ela deverá receber alta até este sábado, 21.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.