Acusado de atirar bebê pela janela está preso no Rio

Diogo de Souza Machado, de 18 anos, acusado de ter espancado e lançado pela janela do segundo andar uma criança de 1 ano e dois meses, foi preso na noite de terça-feira na Ilha de Paquetá, bairro da zona norte do Rio. Depois do crime contra a filha de sua namorada, Machado passou o dia inteiro escondido nas matas da ilha. Ele foi encontrado durante uma caçada que incluiu cães farejadores, policiais e moradores do bairro, revoltados com o crime. A criança sobreviveu e está sob os cuidados da avó paterna. Diogo se recusou a prestar depoimento. Parentes dele contaram à polícia que ele costumava espancar a criança. A mãe da menina, Lucilene, de 18 anos, não foi mais localizada pela polícia. "Quero saber por que ela deixou a filha com ele e por que se recusou a ajudar a polícia nas buscas ao rapaz", afirmou o delegado Alessandro Pinho, titular da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítimas (Decav).

Agencia Estado,

08 Fevereiro 2006 | 19h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.