Acusado de estuprar e matar prostitutas é preso em MG

Homem é apontado como autor de dois homicídios e quatro estupros, todos com prostitutas em Juiz de Fora

Solange Spigliatti, Central de Notícias

06 de janeiro de 2011 | 16h41

SÃO PAULO - Foi preso na manhã desta quinta-feira, 6, em Juiz de Fora (MG), Alexandre da Silva, de 35 anos, acusado de homicídios e estupros contra quatro prostitutas na cidade, entre 19 de novembro do ano passado e o último dia 4. As duas primeiras vítimas foram estupradas e mortas, outras duas conseguiram escapar com vida após a violência física e sexual, segundo a polícia. As quatro vítimas foram abordadas num viaduto no bairro de Lourdes, região sudeste da cidade.

Ele foi preso em sua casa, localizada na Rua Jacinto Marcelino, no bairro de Lourdes, onde foram apreendidos vários objetos utilizados por ele na prática dos crimes. Para o delegado Carlos Eduardo, a participação das vítimas que sobreviveram foi importante nas investigações.

Segundo a polícia, o último crime ocorreu na última terça-feira. Paula Raiane do Nascimento, de 20 anos, foi levada até a estrada União Indústria, onde foi brutalmente agredida, estuprada e sobreviveu a uma queda no Rio Paraibuna após ser golpeada no rosto com um facão.

Ela deu entrada no Hospital de Pronto Socorro (HPS) do município, onde teve que se submeter a uma cirurgia. Paula era irmã da primeira vítima, a jovem de 26 anos, Cleide Adriane do Nascimento. Segundo Paula, o agressor disse que faria com ela o mesmo que fez com a irmã.

Silva já possuía um mandado de recaptura em aberto, pois cumpria uma condenação pelos homicídios de outras duas mulheres, ocorridos no ano de 2001, em Santana do Deserto, município próximo a Juiz de Fora.

Mais conteúdo sobre:
violênciamorteprostituta

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.