Acusado de inserir agulhas no corpo de criança é recapturado na Bahia

Roberto Carlos Magalhães está preso desde janeiro, mas conseguiu escapar no último final de semana com outros dois presos depois de serrar as grades do presídio

Priscila Trindade - Central de Notícias,

04 Novembro 2010 | 12h04

A Polícia Civil recapturou na noite de quarta-feira, 3, um homem acusado de mais de 25 agulhas no corpo do enteado de 2 anos, no ano passado, na Bahia. Roberto Carlos Magalhães, de 31 anos, estava preso em janeiro, mas conseguiu fugir da Delegacia de Ibotirama no último final de semana. Ele escapou da unidade junto com dois outros presos depois de serrar duas grades e sair pela porta da frente.

 

Magalhães foi encontrado na casa do irmão dele, por volta das 21 horas, na Ilha do Saco, uma das ilhas do Rio São Francisco. Ele foi levado para a delegacia em Bom Jesus da Lapa.

 

O preso e a amante dele Angelina Ribeiro dos Santos, de 47 anos, são acusados de tentativa de homicídio contra a criança. Ele admitiu ter inserido as agulhas no menino para se vingar da mãe dele, Maria Souza Santos, pela separação do casal. Angelina responde à acusação em liberdade.

 

A criança já passou por três cirurgias entre dezembro e janeiro, em Salvador, para a retirada de 22 agulhas. Outros cinco fragmentos, que segundo os médicos não causariam danos ao menino, foram deixados em seu corpo.

Mais conteúdo sobre:
BahiaPolícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.