Acusado de matar estudante fica preso

A 3ª Câmara do Tribunal de Justiça do Paraná negou ontem habeas corpus para Juarez Ferreira Pinto, acusado de matar o estudante Osíris Del Corso e provocado lesões graves em sua namorada, M.P.L., em 31 de janeiro, em Matinhos, no litoral. Para os desembargadores, há indícios de que ele é o autor do crime. O acusado foi reconhecido por M.P.L. A defesa vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.