Acusado de matar mãe se cala na polícia

Acusado de matar a mãe, Elisa Frisiachi, de 72 anos, com golpes na cabeça, o desempregado Marcos Fonseca, de 38 anos, negou-se a responder todas as perguntas que lhe foram feitas pelo delegado Enjolras Relo de Araújo, titular do 27º Distrito Policial. Fonseca foi preso ontem quando se internava em uma clínica em São Paulo.O acusado ainda exalava um forte cheiro de cachaça, embora já estivesse sóbrio. "Mas o mau hálito era notável", disse o delegado. Segundo ele, o acusado comportava-se como se nada tivesse acontecido. Ao término, o delegado pediu que fossem feitos exames toxicológico e de dosagem alcoólica em Fonseca, no Instituto Médico-Legal (IML) antes que ele fosse levado para a cadeia do 77º Distrito Policial, onde está preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.