Acusado de matar PM é preso no Rio

Soldado estava na festa de aniversário da filha dele, quando foi morto com um tiro

Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

18 Outubro 2011 | 10h36

SÃO PAULO - Alex Souza Sales, conhecido como "Ligeirinho", de 30 anos, foi preso na segunda-feira, 17, na cidade de Bananal, no interior de São Paulo, divisa com Barra Mansa, no Rio, acusado de matar um policial militar no Rio de Janeiro, no último sábado, 15.

O PM Sandrilei Moreira, de 39 anos, lotado no 37º BPM (Resende), estava na festa de aniversário da filha dele, de 18 anos, quando foi morto com um tiro dentro de casa da ex-companheira, na Avenida Presidente Kennedy, no bairro Ano Bom, em Barra Mansa.

Segundo a polícia civil, Pouco antes de ser assassinado, Sandrilei foi comprar bebidas na Vila Delgado, naquela cidade, onde teria acontecido uma discussão. Um dos homens que teria discutido com o PM teria mandado um recado, avisando para ele sair da casa em que estava acontecendo a festa.

Minutos depois, Alex entrou pelos fundos da casa, por um morro, e disparou dois tiros pela janela, em direção de Sandrilei. Um dos tiros atingiu a região do peito do policial. A arma usada no crime foi apreendida com o bandido.

Mais conteúdo sobre:
preso rio de janeiro assassino pm

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.