Acusado de torturar a namorada é preso em Minas Gerais

Jovem morreu na última terça-feira, após ficar quatro dias internada; crime aconteceu em Patos de Minas

Marcelo Portela, O Estado de S.Paulo

03 de junho de 2011 | 10h53

BELO HORIZONTE - A Polícia Militar mineira prendeu nesta sexta-feira, 3, Márcio Silva Pereira, de 25 anos, acusado de torturar a namorada Maria Helena Priscila Fernandes, de 17, por cerca de 12 horas. Após a sessão de espancamento, a jovem passou quatro dias internada, mas não resistiu e morreu na última terça-feira.

 

Pereira foi encontrado por militares na zona rural de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, onde morava com a vítima há aproximadamente um ano. Ele tentou se esconder após o crime, que teria sido cometido por ciúme. De acordo com a polícia, ele trancou a namorada em casa no último fim de semana e espancou a jovem com socos, chutes e golpes de bastão.

 

Maria Priscila só foi socorrida depois que o próprio acusado contou a uma tia o que havia ocorrido. Por causa do espancamento, a vítima perdeu um dos rins e parte do intestino e ficou quatro dias internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Regional Antônio Dias antes de morrer.

 

Após a morte, vizinhos do casal no bairro Jardim Esperança, revoltados com o crime, atearam fogo à casa do suspeito. A polícia não descobriu quem foi o responsável pelo incêndio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.