Acusados de aplicar golpe do bilhete premiado são presos no RS

Com ambos foram apreendidos mais de R$ 2 mil, celulares, um carro, bilhete da loteria federal e papéis da CEF

Solange Spigliatti, estadao.com.br

26 de setembro de 2008 | 14h16

Dois acusados de aplicar o golpe do "bilhete premiado" foram presos em Sarandi, no Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira, 25, pela Polícia Civil, com o apoio da Brigada Militar. A prisão ocorreu após o delegado Edson Cezimbra, titular da Delegacia de Polícia de Sarandi, ter recebido telefonema de um amigo, relatando que havia uma senhora numa agência bancária da cidade tentando sacar, porém acompanhada de um homem com comportamento suspeito.   Outros dois suspeitos permaneceram do lado de fora do banco, dentro de um veículo. O delegado Cezimbra, ao abordar os indivíduos no veículo, solicitou o apoio da Brigada Militar. Quando percebeu a movimentação policial, o suspeito que estava dentro do Banco com a vítima fugiu do local. A dupla foi autuada em flagrante e recolhida ao Presídio Estadual do município.   Foram apreendidos um bilhete da loteria federal, papéis relacionados à Caixa Econômica Federal, mais de R$ 2 mil em dinheiro, além de, aproximadamente, US$ 300, dois celulares e um veículo Corsa, com placas de Curitiba (PR).

Tudo o que sabemos sobre:
SarandíRSgolpepolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.