Acusados de atentado a ex-vereador são condenados no Paraná

O Tribunal do Júri em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, condenou na madrugada desta sexta-feira, 26, três acusados de terem baleado na cabeça, em 24 de fevereiro de 2003, o então presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Adilson Rabelo (PSB). Ele sobreviveu ao atentado, mas ficou tetraplégico, o que não o impediu de acompanhar o julgamento. Acusados de terem cometido o crime, Adriano Ferreira da Silva e Ronaldo Gaudêncio dos Reis foram condenados a 12 anos de prisão em regime fechado, enquanto Antônio Carlos dos Santos foi condenado a 10 anos. Eles negam a autoria. O objetivo agora é descobrir os mandantes para esclarecer os motivos do crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.