Acusados de chacina são condenados a 108 anos

Dois dos três acusados como autores da maior chacina realizada na baixada santista foram condenados hoje. Depois de 16 horas de julgamento que aconteceu no Fórum de São Vicente, o ex-policial militar Vagner Ferreira da Costa e o vigilante José Sebastião Peres de Almeida foram condenados a 108 anos e 4 meses de prisão e cumprirão, portanto, a pena máxima de 30 anos. Já o policial militar Genival Alves do Santos foi absolvido pelo júri. Nenhuma das 8 testemunhas o reconheceu como autor do crime. Na chacina que ocorreu em 18 de janeiro de 1999, em uma casa localizada no Jardim Rio Branco, área continental de São Vicente, 8 pessoas foram executadas com tiros na cabeça: dois homens, três mulheres e três menores que moravam na casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.