Acusados de integrar milícia, 35 são presos

O secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, anunciou ontem a prisão de 17 policiais militares, 3 policiais civis, 1 bombeiro, 1 ex-PM e outros 13 acusados de participação na milícia Liga da Justiça. Segundo ele, foi "a maior operação" contra esses grupos já feita no Estado. Até o fim da tarde, outros 23 mandados de prisão preventiva expedidos não haviam sido cumpridos, entre eles o de um policial civil que trabalhava na Assembleia Legislativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.