Acusados de matar prefeito de São Roque são julgados

O julgamento dos acusados de matar José Antonio Sanches, prefeito de São Roque que foi seqüestrado e morto com seis tiros em julho de 1994, prossegue amanhã, no Fórum da cidade. Hoje, durante todo o dia, a juíza Betina Rizatti Lara interrogou o pistoleiro Luís Guedes da Silva, que teria sido contratado pela ex-mulher de Sanches, Rosalina de Aguiar Sanches, para matá-lo. A mulher também foi ouvida.O pistoleiro negou ter sido o autor dos disparos, atribuindo-os a um outro pistoleiro, Martinho Firmino de Oliveira, que já está morto. Rosalina voltou a negar sua participação no crime. No início da noite, a juíza começou a ouvir o cunhado da vítima, João Rodrigues de Aguiar, que teria vendido uma propriedade para pagar os pistoleiros.O público lotou o salão do júri para acompanhar o julgamento. A sessão será interrompida às 21 horas de hoje e reiniciada amanhã, às 9 horas. O prefeito foi assassinado quando cumpria seu primeiro mandato. Os matadores teriam simulado um assalto seguido de seqüestro para realizar a execução. Sanches estava separado de Rosalina e vivia com outra mulher.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.