Acusados de matar turista polonês em Paraty se entregam

Dois adolescentes, um de 16 e outro de 17 anos, acusados de matar um turista polonês durante assalto na cidade de Paraty (RJ), resolveram se entregar, no início da noite de quarta-feira, 25, no Fórum da cidade. A dupla já confessou o crime e será transferida para a capital fluminense nesta quinta-feira, 26. O crime aconteceu na sexta-feira, 20, quando Michal Rozmiejko, de 27 anos, e sua esposa, Agnieszqa Bozena Swterz, de 28 anos, caminhavam numa trilha da Mata Atlântica, num local conhecido como Poço do Inglês, região da Pedra Branca. Eles foram abordados por dois assaltantes encapuzados, que exigiram a câmera fotográfica e a mochila que os turistas levavam. De acordo com o depoimento da mulher de Rozmiejko na 167ª Delegacia de Polícia, o polonês ficou assustado e foi baleado no pescoço pelos assaltantes, que fugiram com os pertences. O corpo de Michal caiu dentro de um rio. A mulher de polonês disse que não poderia reconhecer os assassinos porque eles estavam com os rostos cobertos. O casal estava no Brasil havia uma semana e em Paraty, havia dois dias. Foi a primeira viagem dos poloneses ao país.

Agencia Estado,

26 Abril 2007 | 04h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.