Acusados por crime da Mega-Sena serão julgados amanhã

Três serão julgados, no total, seis são acusados da morte de René Senna, que ganhou R$ 51,8 milhões em 2005

da Redação, estadao.com.br

09 de setembro de 2008 | 21h41

Está marcado para esta quarta-feira, 10, o julgamento de três dos seis acusados de envolvimento na morte de René Senna, ganhador do prêmio de R$ 51,8 milhões da Mega-Sena em 2005. São eles o ex-policial militar Anderson Silva de Sousa, o sargento Ronaldo Amaral de Oliveira, conhecido como China, e o funcionário público Ednei Gonçalves Pereira. Todos eram seguranças do agricultor, assassinado a tiros, em 7 janeiro do ano passado, em um bar em Rio Bonito, no Rio de Janeiro.  A juíza Roberta dos Santos Braga Costa, da 2ª Vara de Rio Bonito, vai presidir a sessão no plenário do Tribunal do Júri, no Centro da capital. Ainda não foi agendado o julgamento da cabeleireira Adriana Ferreira de Almeida, viúva do milionário, da professora de educação física Janaína Silva de Oliveira e do cabo da PM Marco Antônio Vicente. Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, os três recorreram da sentença de pronúncia.

Tudo o que sabemos sobre:
René SennaMega-Sena

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.