Adesão ao protesto de motoristas e cobradores de SP é total

A SPTrans - empresa que administra o transporte coletivo em São Paulo - informou que os 15 terminais de ônibus existentes na capital paulista estão fechados. Os terminais de Vila Prudente e da Penha, na zona leste da cidade, os únicos que ainda permaneciam abertos, também paralisaram suas atividades. Com isso, a adesão ao protesto de motoristas e cobradores de São Paulo é praticamente total. De acordo com a Polícia Militar, apesar do movimento, não foi registrado nenhum acidente mais grave até o momento na cidade. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também não registra agora grandes lentidões no trânsito da capital. A categoria decidiu realizar a paralisação para reclamar contra o não-cumprimento por parte dos empresários de itens sociais e salariais firmados no último acordo coletivo. A previsão é de que a situação deverá estar normalizada a partir das 15h, horário em que motoristas e cobradores se comprometeram a retornar ao trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.