Adiado julgamento de acusados pela morte de Renné Senna

Esta é a segunda vez que o julgamento dos acusados de matar ganhador da Mega-Sena é adiado no Rio

da Redação,

10 de setembro de 2008 | 15h23

Foi adiado pela segunda vez o julgamento de três dos seis acusados pelo assassinato de Renné Senna, que ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena. O julgamento estava marcada para esta quarta-feira, 10. Senna foi morto em janeiro de 2007 e a ex-mulher dele, Adriana Almeida, é uma das acusadas de planejar o crime.   Veja também  Todas as notícias sobre o caso   Nesta quarta, seriam julgados Anderson Silva de Souza, Ednei Gonçalves Pereira e Ronaldo Amaral de Oliveira. Os três são acusados de homicídio qualificado mediante paga ou promessa de recompensa; homicídio qualificado à traição, de emboscada ou dissimulação e concurso material.

Tudo o que sabemos sobre:
Renné Sennacaso da Mega-Sena

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.